Organizações e imprensa vil

Quem assistiu o noticiário matutino de uma das principais emissoras de TV do pais, neste 3 de julho não teve dúvidas: a imprensa recebe dinheiro para ir contra o povo.

Claro, desde que for paga para isso, regiamente paga. Aparentando ser uma imprensa de paz e ordem, tendo aparência de legalidade, mas longe da realidade, conseguem enganar os desavisados e influir nefastamente. E fica impossível, para o atento, não notar que tudo é dirigido de forma contra a população, população essa que agora já se informa por outros meios, como a internet, sendo que a TV hoje tem de fazer um esforço hérculeo para continuar manipulando mentes.

Nota-se inclusive, em assuntos outros, diversos, também como desarmamento, contra também a vontade da maioria. E assim, falou em menor e armas, coisas que afetam diretamente o povo, fica claro a posição a favor dos criminosos. Mas quando a mesma emissora fala da Petrobrás, corrupção, mensalão, dai ela é ardilosa: continua esmagando o governo para receber mais verbas, tanto que é a emissora que recebeu bilhões nos últimos anos. Ela só falaria mal do governo para extorquir ainda mais esse governo. E isso os jornais e revistas pelo país fazem exatamente igual. Não se vive de publicidade, mas de extorsão contra governos, sejam municipal, estadual ou federal.

Destarte, o partido do governo, é outro que tem as mesmas posições viciosas de nossa imprensa, pois bebem da mesma fonte de financiamento. A unica diferença, entre os principais partidos, do governo e o contra, que governou na década de 90, é o entreguismo que quer a vender o patrimônio nacional e estratégico a estrangeiros pelo menor preço.

O partido do governo e outras cúpulas de partidos recebem dinheiro de organismos internacionais, sem duvida, e de alguns filantropos, filantropos esses, e entidades essas que, ignorados em seus países ou consideradas fora da lei, aqui agem diretamente. São entidades e pessoas passiveis de pena criminal, por trafico de influencia, exatamente por tentar , por loby indevido, influir nas leis e decisões politicas.

Nos países desprevenidos, com viés para a esquerda, que passaram pelas misérias do neocolonialismo, como Brasil e Venezuela, os bandidos atuam principalmente contra as garantias individuais e a liberdade, usando todo um aparato de supostos defensores de direitos, com seus financiamentos, apresentando a cartilha do que deve ser defendido e injetando dinheiro para isso, portanto, subornam assim entidades ou as criam, sob o falso pretexto de direitos. As entidades que se deixam subornar ou são criadas para esses fins usam nomes diversos, usam palavras chaves como direitos humanos, paz, desarmamento, democracia, inclusão, redemocratização, nomes para enganar a sociedade descaradamente e angariar seguidores e apoiadores. É claro que muitos que são desses institutos, que são políticos e alguns jornalistas, até acreditam no que fazem. É um andar acima que o crime acontece e o suborno se realiza.

Fique-se alerta principalmente contra instituições que a toda hora protestam contra a violência exigindo atitudes do governo mas sabotam o direito de defesa da população, para criar o caos e desordem e continuar extorquindo o governo. É dinheiro dos dois lados, tanto que os barões da imprensa são os mais ricos do país, enquanto o povo fenece na miséria e violência. Hoje o palco é desolador: imprensa, partidos, organizações e instituições estão sendo simples instrumentos de criminosos nacionais e internacionais para sabotar a Liberdade e as Garantias Individuais da população, e estando do lado que não é o do povo.

Uma vil influencia que se subordinam partidos e algumas organizações, que nos afeta diretamente, esta a mostra.

Tags: ,

Comments are closed.