Archive for the ‘Segurança’ Category

Marginais

terça-feira, julho 19th, 2016
latinhaMarginais
 
Já sabemos que no Brasil os marginais assumem todos os postos dos governos, se tornam políticos e autoridades. Com toda essa crise, a cúpula continua faturando alto. Inclusive eles também garantem facilidades aos seus pequenos comparsas nas ruas, ladrões que estão assaltando e matando, tenham garantia de sucesso, com um povo desarmado. Assim, milhões de famílias ficam a mercê dos criminosos de todas as maneiras possíveis. Ficou fácil demais e o Brasil esta no abismo mais profundo que se pode imaginar. Mas há outros setores que as gangs de marginais bastante organizados também atuam.
 
Reportagem publicada pelo jornal norte-americano “The New York Times”, no fim de 2014, informou que os juros praticados em algumas linhas de crédito no Brasil “fariam um agiota americano sentir vergonha”, citando os cartões de crédito.
 
Estudo da consultoria Economática, divulgado em março deste ano, informa que a mediana da Rentabilidade sobre o Patrimônio (ROE) de todos os bancos brasileiros de capital aberto no ano de 2015 foi de 10,78%, contra 7,92% dos bancos dos Estados Unidos.
 
Remuneração de banqueiros e afins
 
Remuneração de chefes de grandes instituições mundiais sobe quase 8%. Nos Estados Unidos aumento foi em média de 10%
Nunca tem crise para banqueiro. Os executivos-chefes de grandes bancos mundiais tiveram a remuneração aumentada em 7,6% no ano passado. A média é de US$ 13,1 milhões para cada um deles.
 
Nos Estados Unidos, os números são ainda mais altos. O pacote salarial médio dos chefes dos seis maiores bancos norte americanos subiu cerca de 10%. No J.P. Morgan Chase, Goldman Sachs, Citigroup, Wells Fargo, Bank of America e Morgan Stanley eles ganharam em média US$ 20,7 milhões em 2015, incluindo salários, bonificações pelo desempenho no ano e contribuições previdenciárias.
 
Bolsa empresario
 
Sabia-se que as centenas de bilhões de reais que, entre 2009 e 2015, o Tesouro repassou ao Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) para financiar investimentos não estimularam o crescimento, mas beneficiaram muitas empresas escolhidas pelo governo…
 
…Levantamento feito pelo economista José Roberto Afonso, pesquisador do Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getúlio Vargas, mostra que os bancos comerciais (…) se apropriaram de mais de R$ 8 bilhões dos R$ 10 bilhões de spreads que as operações geraram. O BNDES, assim, ficou com menos de R$ 2 bilhões“. (Folha)
 
O “Bolsa Empresário” foi construído no âmbito do BNDES. “Os empréstimos do Tesouro aos bancos públicos, especialmente BNDES, pularam de R$ 14 bilhões para R$ 438 bilhões. Como o Tesouro se endivida a uma taxa muito maior do que vai receber, o subsídio escondido nessa operação já é de R$ 24 bilhões por ano. Esse é o tamanho do “bolsa empresário”, que é equivalente à Bolsa Família. E o BNDES está neste momento pedindo mais empréstimos ao Tesouro” (2). Não custa lembrar a presença “inocente” de grandes beneficiários de empréstimos do BNDES como destacados financiadores de campanhas eleitorais em todos os níveis, notadamente para o cargo de Presidente da República.
 
Bolsa Banqueiro
 
Termo amplamente utilizada por Plínio de Arruda Sampaio, candidato do PSOL à Presidência da República em 2010 (4). Retrata o pagamento do serviço da dívida pública (juros, “amortizações” e encargos). A montanha de dinheiro envolvida é obtida, via tributação, do conjunto da sociedade, notadamente assalariados e consumidores, e transferida por intermédio do “sistema da dívida” (ou “bolsa banqueiro”) para um pequeno e seleto grupo de privilegiados. Esse mecanismo, notadamente pelo seu porte, subtrai vultosos recursos de investimentos estratégicos e de políticas públicas voltadas para a efetivação dos direitos sociais (art. 6o da Constituição)
 
Conclusão
 
É claro que toda essa situação esta assim graças aos comparsas menores, pois são em grande quantidade, e essas situações tem seus cúmplices em todas as áreas, inclusive, na imprensa. São os indigentes morais que ganham as migalhas para manter e apoiar esse sistema escabroso que está ai, até que um dia, eles também infelizmente serão vitimas.

A Liberdade no Trânsito e funções de polícia

quarta-feira, junho 17th, 2015

Mudar a lei imediatamente deveria ser prioridade para os órgãos responsáveis. Transito não deve ser local para arrecadar dinheiro.

A policia deveria se preocupar com roubo, assassinatos, agora, diariamente, preocupar-se com carro rebaixado, farol, suspensão, é demais. O cidadão brasileiro já paga o triplo por um carro, uma pequena fortuna, chegando a ser o triplo do que em qualquer outro país, combustível então o valor é abusivo, e o carro não é dele, pois esta destinado a cumprir regras de governos, regras de todos os tipos e afundado em leis inúteis, e todo tipo de fiscalização possível, isto somado que trafega em estradas mal feitas ou destruídas.

As diferenças entre países

Nos Estados Unidos, a multa vai para a pessoa, e não para o carro, este continua funcional, e  se, se compra um carro pode-se fazer o que desejar com ele, rodas, película ou acessórios, coloca-se a vontade, sem qualquer tipo de autorização ou fiscalização, desde que não coloque a vida de terceiros em risco. A polícia e outras autoridades estão para orientar e defender e não para prejudicar ou criar caso.

O que acontece hoje no Brasil

Combater bandidos dá dor de cabeça e é perigoso, além que bandido não tem dinheiro, o melhor então é ficar em cima do trabalhador para alimentar a industria de multas, arrecadar para os governos ineficientes e corruptos. E, infelizmente temos dois lados, o policial cidadão que recebe ordens para ‘produzir’ e outro do superior subordinado a políticos que exigem produção. Produção, no jargão diário, é multar, pois o jeitinho brasileiro até aqui se sobressai, é querer arrecadar em cima do motorista, transformando as estradas nas famosas ”industria de multas”. Não há estudos quanto de tempo um policial perde em assuntos de transito ou veiculos, mas deve ser substancial, vendo-se o nível da criminalidade no Brasil.

Campanhas na TV e internet contra o motorista

Prejudicando ainda o cidadão temos o governo, ministérios, que fazem verdadeira ‘propaganda’ contra os motoristas, colocando exclusivamente a culpa sobre eles no quesito acidentes. Não consideram que a falta de duplicação das rodovias, por exemplo, constituem 50% das mortes. É ótimo para o governo quando a população aceita esse tipo de mentalidade enganadora, já que o governo embolsa o dinheiro da duplicação ou manutenção e ainda arrecada muito com multas exorbitantes. E o motorista aceita tudo. Nossa mentalidade servil tem de ser mudada imediatamente e exigir do governo e autoridades que façam sua parte.

Solução

São assuntos que devemos pensar aqui no Brasil, muito seriamente. Polícia é polícia e não deve ter autoridade em assuntos de veículos ou trânsito. Isso só se resolverá portanto quando policia for policia e não tiver qualquer autoridade em transito ou veículos.

Entendendo o desarmamento, o caos e violência no Brasil

quinta-feira, maio 14th, 2015

” Aqueles que abrem mão da liberdade essencial por um pouco de segurança temporária não merecem nem liberdade nem segurança.” Benjamin Franklin

Hoje quem assistiu um jornal matutino de uma das principais emissoras de TV teve o desprazer de ouvir essa emissora se manifestar contra o rearmamento da população de bem. E tudo de modo muito sutil.

Primeiro a emissora começou com outro assunto, das mortes diárias por armas de fogo (sem considerar que morreram porque não conseguiram se defender dos bandidos). Depois foi direto ao alvo: contra o rearmamento, que o estatuto do desarmamento deve ser mantido, bancada da bala, e outras alienações.

Não é por bondade, ideologia, cristandade, espiritualidade que a emissora, partidos políticos, institutos e ongs, são a favor do desarmamento: eles recebem dinheiro do estrangeiro para o desarmamento. O bolso por fim acaba convencendo a cabeça. O objetivo é implantar o caos no país, deixando o homem de bem na dependência do governo e nas mãos dos bandidos, abrindo mão de sua liberdade em favor de sua segurança.

É certo que o jornalista, o ativista social ou politico, o baixo nível portanto, nem desconfia que é manipulado pelos chefes, que sabem o porquê recebem dinheiro e são a favor do desarme.

Devemos alertar a todos da má intenção dos partidos, ongs, governo e da imprensa contra a população.

Justiça Social e Liberdade

quarta-feira, outubro 29th, 2014

Nosso objetivo, sempre claro, é equilibrar Justiça Social e Liberdade. O atual governo, Dilma/PT esta de parabéns em muitos aspectos. Como dizia Ronald Reagan:

“O melhor programa social é um emprego”

E isso o governo petista entendeu muito bem. Suas práticas são condizentes com suas teorias.

Porém, no quesito regulamentações e violações dos direitos civis, é um desastre. Veja a lei:

http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2011-2014/2014/lei/l12971.htm

A coisa não podia ser pior por falta de espaço. Aumentar multas em 900% é crime econômico contra o povo. Uma ignorância desse ministro da Justiça que, já em 2011, autorizou que se colocassem nas estradas federais mais de 2 mil radares fotográficos. Dilma, que assinou, nem dirige, somente com motorista particular, e o ministro da Justiça, que chancelou, também. Para eles, uma multa de 2 ou 4 mil também não fazem diferença. São essas pessoas que fazem esses tipos de lei: fora da realidade.

Usam do falso argumento de sua segurança. Será?

Só um ignorante sem acesso a informação ou tremendamente manipulado aceita que encham as estradas de radares que em nada diminuem os acidentes, mas enchem o bolso dos governos.

A missão do governo é cuidar da saude, educação, e, ao cuidar de segurança, tratar unicamente de defender o cidadão do bandido. Não é preciso que se intrometa nas questões de trânsito, principalmente com as famigeradas leis e multas abusivas. Ora, cultura e educação é tudo, o famoso doer no bolso é exatamente o que o governo quer que você acredite, pois que, um povo educado e culto, não dá lucro. Quem pune ensina uma vez, quem educa ensina para sempre.

Os governos desde 1995 vem paulatinamente sabotando as liberdades individuais, desde o desarmamento do cidadão honesto (os bandidos continuaram armados) o que acabou causando 500 mil mortes porque o povo honesto não conseguiu defender a si e sua família. A própria sociedade virou refém do crime. A policia não consegue estar em todos os lugares ao mesmo tempo, então como fazer? na campanha do desarmamento colocaram mães chorando pela morte dos filhos por acidentes de armas… mas agora, mais de 100 mil mães choram a morte de quem foi trucidado pela violência sem qualquer direito de defesa. Nisso erram tanto o psdb quanto o pt. São campanhas desastrosas e não baseadas em números, puramente emocionais, tais como são usadas para chancelar multas, radares e lombadas eletrônicas.

Tudo para aumentar o poder dos bandidos e das máfias.

Pois bem. Cabe ao brasileiro questionar lei por lei, e não se deixar dominar pela emoção, mas por estatísticas e números, e essas devem também ser questionadas e medidas. Uma analise profunda será suficiente para saber se é verdadeira. Comparar também é preciso, como o numero de mortes e incidentes criminosos desde que o desarmamento foi aprovado, um aumento de mais de 200%, pois que agora, o bandido tem plena liberdade de entrar em sua casa, roubar, estuprar, matar todos e sair dando risadas.

Todos os governos devem aplicar recursos nos programas sociais. E como dito, o melhor programa social é o emprego. Porém, não deve se intrometer nas questões das liberdades civis. Não deve fazer leis para lucrar em cima do povo e que causa dano a economia popular. Devemos ficar cientes que, ao primeiro sinal de violação da liberdade, devemos nos levantar e lutar.

Denuncie sempre. Não tenha medo de se fazer ouvir, de reclamar, de falar com seu politico, de enviar cartas e email para as autoridades denunciando tudo que ache que pode violar seus direitos.

Hoje, um cidadão, um trabalhador, que toma meia lata de cerveja, caso for pego na famigerada blitz da lei seca, será tratado como um bandido, multa de 2 mil reais, carro apreendido e ele preso. Agora te pergunto: um marginal, traficante ou ladrão tem esse tratamento ? não. Por isso cabe as autoridades, aquelas que executam a lei, também desobedecer essas leis abusivas e absurdas.

Políticos e autoridades: se não tem o que fazer, parem de fazer tantas leis para o trabalhador e para o cidadão honesto. Tratem de fazer leis para os bandidos, para os corruptos, enfim, vão caçar a bandidagem e deixem o povo em paz. Fazer leis virou moda e o político coloca em seus próprios sites: ‘fiz essa e essa lei’ com muito orgulho, não pensando como se torna um ignorante e desprestigiado diante de quem realmente sabe para quem são e quem será afetado por essas leis. São leis para taxar, controlar o povo. Exatamente o povo ordeiro que não precisa delas.

A missão do homem justo é garantir para si e para seus semelhantes a liberdade, liberdade de ação, pensamento, de se conduzir por sua própria conduta e convicções.

A missão do homem de sucesso é lutar para que a liberdade continue. Há tiranos a enfrentar, que são esses que fazem as dezenas de leis e usam o falso motivo de segurança para roubar e controlar, sempre causando instabilidade ao povo honesto, sendo que esse se pergunta ‘se vale a pena ser honesto’.


Ernesto Pilotto Neto
Jornalista e ativista

Como governos municipais, estaduais e o federal são cumplices nos acidentes de trânsito

terça-feira, setembro 9th, 2014

Conscientização funciona, punição não. Educar sempre.

Nosso trânsito, no Brasil, vive o caos. Morrem diariamente ainda centenas de pessoas. Esse final de semana, primeiro do mês de setembro, foi violento. E ainda motoristas bêbados continuam matando. O endurecimento da lei (lei seca) não surtiu nenhum efeito na diminuição dos acidentes, e sim aumentaram. Motoristas continuam bebendo e dirigindo e isso, até aumentou. A explicação é básica: se você tem uma doença grave, não adianta ficar tomando aspirina, porque isso ao fim vai mascarar e agravar a doença, que pode ser letal. No trânsito é o mesmo: ignorando a conscientização e somente apelando para o rigor da lei, multas, radares e controladores de velocidade, nunca teremos um trânsito seguro. Educação é tudo!

O que diria de um pai que dá uma aspirina para um filho que esta gravemente doente e precisa de outros cuidados? diríamos que é um assassino, que deve tratar a doença de maneira efetiva e não com subterfúgios.

Os subterfúgios no caso do trânsito são usados (radares etc) porque os governos tem lucro com isso e dão também a população falsa sensação de segurança.

Porém dezenas de milhares continuarão morrendo, e o povo continuará sendo enganado, enquanto se procurar subterfúgios e não se atacar centralmente a doença, com cultura e educação.

Precisamos conscientizar. Quem pune, ensina uma vez, quem educa, ensina para sempre.